Amamentar é - aleitamento materno | por Chris Nicklas

ver menu buscar

Dra. Ana Heloisa Gama /Saúde da mãe

O estado emocional da mãe

O estado emocional da mãe pode afetar o aleitamento materno?

  • 09/10/2013
  • Dra. Ana Heloisa Gama

Pode o estado emocional da mãe que amamenta interferir na evolução do Aleitamento Materno?

Durante a gravidez fazemos muitos planos, sonhamos e imaginamos como será a nova vida depois da chegada do neném. Temos a impressão de que é possível prever como essa transformação se dará. Não adianta a amiga dizer que dificuldades surgirão, temores se apresentarão. Tudo parece sob controle. O que se passou com o outro nunca acontecerá com você.

Ingrid Guimarães fala sobre como sonhava amamentar e quando as coisas começaram a dar errado…

Mas muitas mulheres, depois do nascimento do bebê descobrem que nem tudo são flores. Não raro mergulhamos num verdadeiro turbilhão de emoções indecifráveis. E o que é pior, resistimos a pedir ajuda acreditando que daremos conta do recado e conseguiremos nos erguer sem apoio e orientação!

Pouco sabemos sobre como se dá o processo fisiológico da Amamentação e do quanto ele precisa da nossa tranquilidade e estabilidade emocional para evoluir.

No cérebro temos os hormônios responsáveis pela produção e ejeção do Leite Materno, a Prolactina e a Ocitocina, mas também temos a Adrenalina, que impede que o leite desça. Este último é o hormônio do medo, da tensão e apreensão. Por isso não se surpreenda quando você observar que quando você está muito nervosa seu leite virá em menor quantidade.

A colaboração de todos ao redor da mãe que amamenta, no sentido de mantê-la sempre cuidada, acolhida e segura, é vital para o sucesso do Aleitamento Materno.

Ouçam o que a Dra Ana Heloisa Gama tem a dizer:

Assuntos relacionados:

Por que algumas mulheres têm baixa produção de leite?

Beber muita água aumenta a minha produção de leite?

Como faço para aumentar minha produção de leite?

 

DRA. ANA HELOISA GAMA

Médica pediatra aposentada do Hospital Municipal Miguel Couto na cidade do Rio de Janeiro - fundadora do Curso SOS Mamãe e CIA.