Amamentar é - aleitamento materno | por Chris Nicklas

ver menu buscar

Chris Nicklas /Colunistas

O triste alívio que a mamadeira proporciona

Quantas mães já passaram por isso e quantas ainda vão passar?!

  • 01/10/2013
  • Chris Nicklas

Mulher_depressao-580x386

O neném chora e a mãe se desespera:

– Pelo amor de Deus para de chorar! O que eu fiz?! O que eu tenho que fazer?!

E o choro continua…

Em sua mente a pergunta: – É fome?

Oferece o peito. Ele para por um tempo, e logo recomeça.

Como dói na alma ouvir aquele som.

O marido chega, e diz: – É fome!

Ela responde: – Mas eu acabei de dar o peito…

Silêncio…

A vó se aproxima: – Ninguém vai fazer nada?! Você  não deve ter leite! Qual o problema de dar a mamadeira? Vocês dois não mamaram no peito e estão aí ótimos!

Os dias passam e nada muda, só o tamanho do desespero e a dúvida. – Será que tenho leite? – ela se pergunta. Solitária em seu desejo de amamentar a mãe se abandona e se trai. Sozinha é impossível, ela sabe.

O neném dorme em seus braços, exausto de tanto chorar.

O médico!!!Quem sabe dele ela não recebe o apoio que tanto procura e não encontra entre os seus.

Ao telefone ouve a voz profissional e experiente a lhe indicar quantos mililitros de leite em pó diluído deve dar na mamadeira.

Martelo batido.

O veredicto: incapaz.

Sentada em sua poltrona de amamentação ela empunha a mamadeira. Pelo rosto correm lágrimas de cansaço, solidão, tristeza…

Nunca imaginou que o alívio de ver aquele choro se aquietar pudesse doer tanto.

A grande ironia é que tudo que ela precisava era de uma pessoa, somente uma, que acreditasse e soubesse lhe ensinar a amamentar, silenciando todas aquelas vozes ao seu redor.

Amamentar é… Possível, basta alguém ensinar!

 

CHRIS NICKLAS

Mãe de gêmeos, formanda em psicologia, fundadora e gestora do Amamentar é…