Amamentar é - aleitamento materno | por Chris Nicklas

ver menu buscar

Colunistas /Dr. Daniel Becker

Para o Dr Daniel Becker amamentar é…

Pedi ao Dr que me dissesse o que para ele é o ato de amamentar. Vejam aqui sua resposta!

  • 17/02/2016
  • Dr. Daniel Becker

Se me perguntassem à queima roupa o que é amamentar, as primeiras coisas que passariam pela minha cabeça estariam todas ligadas a cansaço e tensão. Juro! Foi muito difícil amamentar gêmeos. E por isso não curti nada. Eu só queria dormir, queria que eles crescessem logo para poder dar comida e… Dormir!

É claro que a amamentação me surpreendeu muito também. Por que se te falam, na sua juventude, que você algum dia alimentará seus filhos com algo que sai do seu próprio corpo, você acha normal, nem para para pensar no assunto. Mas quando o fato realmente se dá! E do bico do seu seio jorra leite… UAU! É IMPRESSIONANTE!

E foi assim para mim.

Então coleciono algumas palavras que definem o ato de amamentar depois do que vivi:

Exaustivo

Um dos maiores desafios da minha vida

Desestruturante

Mágico

Animal

Cultural

Transformador

E também foi uma ótima oportunidade para eu começar a entender quem eram os meus filhos e que mãe era eu! Outras chances no meu caminho surgiram, mas o Aleitamento Materno foi o primeiro “sacode” que tomei da vida quando resolvi assumir, e encarar, a responsabilidade de criar meus filhos.

Por isso gosto de fazer essa pergunta para as pessoas, não só para as mães. Por que sei que quando a resposta não é automática, vem cheia de reflexões e indagações existenciais.

Nós todas somos mães. Dando ou não dando o peito. E sabemos que a maternidade ao mesmo tempo que está muito ligada ao ato de amamentar, independe dele.

As experiências com o Aleitamento Materno  são infinitamente variadas, e mudam a cada etapa do desenvolvimento do bebê. Uma pessoa que vive verdadeiros traumas nas primeiras semanas de vida da criança, por sentir dor, insegurança, exaustão… Pode dali a pouco se realizar profundamente amamentando. E outra que não passou por nenhuma dificuldade no início do processo se corrói de culpa na etapa final do desmame. Só para dar alguns exemplos, e pensarmos juntas que não existe uma definição única para essa fase da vida.

Como penso nisso o tempo todo… Me coloco no lugar de outras mães, lendo seus depoimentos, pensando em como formular as perguntas que levo aos meus entrevistados de modo a representar da forma mais legítima o que cada uma de vocês pode estar passando, levei essa questão para o Dr Daniel Becker.

Vejam o que ele disse:

 

 

Acompanhe o trabalho do Dr Daniel Becker por aqui: Pediatria Integral

 

 

DR. DANIEL BECKER

Pediatra com 20 anos de experiência em consultório privado no Rio de Janeiro. Formado pela UFRJ, especialista em Homeopatia e mestre em Saúde Pública.